Dilemas de um desportista

Já não bastava ter que escolher entre odiar mais o Rui Santos ou o Rui Moreira, eis mais um dilema na minha vida: antes o Solinca era caro e frequentado não por muita gente, era calmo e pacífico, quase se viam borboletas voar e se podia cheirar à tarte caseira acabada de fazer no peitoril da janela. Ou lá perto. Bem, não se viam mamas e cus em grande quantidade, mas era calmo e sossegado para treinar. Permitam-me recordar nostalgicamente esses tempos, deixem-me desabafar… Hoje em dia o Solinca é uma arena de guerra: há um mar de gente a lutar por um tapete e a esgadanhar-se por uma bicicleta estática, e há gente capaz de matar para um senha para a aula de rpm. Na verdade até desconfio que vou ter aqui uma espera à porta de casa, porque pelos vistos talvez alguém precisasse mais daquela senha do que eu precisava, avaliando pela cara das duas senhoras que me olharam de cima abaixo enquanto caminhava tranquilamente para o balneário. Embora o Primo seja um rapaz bem constituído, bem vestido e de muito boa presença, o olhar não era o galantear habitual. Ou pelo menos não é propriamente essa a minha análise quando alguém põe os dedos em forma de pistola e nos aponta o dedo de sombrolho franzido. Comecei a caminhar mais rápido, tão mais rápido que quando entrei no balneário já ia com o aquecimento feito. E olhem que sou um homem habituado a lidar com velhinhas, mas também sei há que bater em retirada quando é tempo de bater em retirada.

Mas bem, voltando ao assunto: agora há bom material. Há excelente material. Sim, sim, e topos-de-gama, também os há. Mas tenho que aguentar a multidão. Por muito que goste de analisar e opinar sobre a capacidade e potencial das senhoras desportistas, não sei se aguento tanto chulé, a sério que não. Nem por elas. Alguém me ajude que isto me apoquenta!

3 thoughts on “Dilemas de um desportista

  1. Hipótese A: snifar um frasquinho de perfume antes de entrares no Solinca! Apanhas uma estalada no cérebro, mas não sentes mais cheiro nenhum nas horas seguintes.
    Hipótese B: algodão no nariz. Respiras só pel aboca e cansas-te mais, mas nao cheiras!
    Hipótese C: coeças a dizer alto e bom som o quanto adoras sentir o perfume de uma mulher. é sagradinho, no dia seguinte vão todas exagerar no perfume!

    (o Rui Santos é odiável.Ponto.)

  2. E achas que eu quero mulheres afogadas em perfume ao meu lado?

  3. S* diz:

    O Solinca daqui era chique, tenho pena.:/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: