Madeira tosca e vinho tinto, para três ou cinco

Fim de semana não é fim de semana, sem pelo menos uma noite de copos.

Não falo em disco-nights e clubs de putedo. Nada disso amigos, o Primo é melhor que isso. Falo em mesas de bar em madeira clara, lotadas por garrafas de vinho tinto e pratos vazios, outrora ocupados pela chouriça assada ou outro petisco de qualidade semelhante. Ladeado por dois ou três companheiros de viagem e conversa, entre oitocentos cigarros por cabeça e oitenta e quatro meios-copos por estômago. Até às 02h, até às 04h ou até às 06h se disso for o caso. Sem hora de chegar nem hora de partir, até onde o corpo permitir e onde a disposição deixar levar.

Em parte sinto-me envelhecer, perder algum do inesgotável fulgor de outrora, mas por outro lado sinto ainda que ainda não cruzei completamente a fronteira – ainda não estou no ponto em que ao lembrar-me do sábado à noite me vem à ideia a pantufa, a mantinha e o cinema em casa. Não, foda-se, nem 8 nem 80. Já não estou para discotecas e merdas, mas estou sempre aqui para abrir mais uma rolha e acender mais um cigarro, e quem sabe mais outro – depois logo se vê.

Grey area, true story.

5 thoughts on “Madeira tosca e vinho tinto, para três ou cinco

  1. Como eu concordo.. discotecas já me cansam a beleza e a mantinha é boa ao domingo à tarde.

  2. S* diz:

    Parecem_me planos bem alegres…

  3. Alegria é uma das coisas que não falta…lol

  4. DNC diz:

    Pois eu já passei a fase dos bares e copos e conversa e cigarros até às tantas. Agora estou numa de: se é para sair então é para dançar! Para conversar e beber tenho a minha casa, que é muito mais confortável e menos barulhenta que qualquer bar, conversa-se sem ser preciso gritar aos ouvidos dos outros para nos fazermos entender, ouve-se a música que se quer e pode-se beber até cair, porque dali só saímos para a cama. Portanto, do alto dos meus 36 anos, voltei a gramar as discotecas! Plateau Rocks! (Sim, mas tem que ser o Plateau, que a música da night hoje em dia é uma treta, a última vez que fui a uma disco da moda apanhei com o “ai se eu te pego”, que horror, e eu antes prefiro gritar “you’re simply the best” ou “we’ll always be together, together in electric dreams” enquanto abano o esqueleto (e as gordurinhas também).)

  5. Entendo. Se calhar o problema também é mesmo o das discotecas “da moda”, que são um antro de atrocidades… Se estiver a ouvir rock também estou bem, seja onde for!😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: