Ir ao ginásio ao sábado de manhã

É sempre uma aventura. Encontram-se todos os espécimes de que um habitat pode dispor, e é sempre muito animado.

Temos as velhinhas, que – como toda a gente sabe – têm uma sociedade secreta, altamente perigosa, e que tem como objectivo tomar conta dos tapetes para si apenas, não permitindo que ninguém se aproxime deles. E claro, certificarem-se de que quando de lá saírem passarão o testemunho a outro elemento da seita.

Os clássicos gymaholics, é claro. Aqueles gajos que estão no ginásio a qualquer hora, de qualquer dia. É o gajo cujos amigos já não ligam para o telemóvel – ligam para o ginásio e pedem para chamá-lo ao telefone.

As gordalhufas middle-age, cujo exercício favorito e exclusivo é aquele que trabalha os músculos da boca, da língua, e um pouquinho dos braços e mãos, aqui e ali. Falar, seus pervertidos.

A Velha Guarda, um dos meus favoritos. Este é o espécime que aproveita qualquer horinha para se lançar de casa para fora e para longe da mulher, sedento por apanhar um ‘moço novo’ para com ele reviver os tempos de solteiro, os tempos áureos. Todo e qualquer elemento deste espécime comia gajas que nunca mais acabava, mas de uma violência tal que elas até se atropelavam atrás deles. Mesmo aqueles muito feios e porcos, ‘era só gajas’. Uma alegria. É, ou sofrem todos daquele distúrbio que multiplica as boas memórias e ofusca as más, ou então devo ter sido eu a nascer na altura errada. Mais isso.

O abutre. O abutre é uma raça que se apresenta em pleno ginásio com roupa muito justa, sempre depilado, com gel no cabelo e bem perfumado. Tudo isto faz parte do seu equipamento de caça. Dispondo de um olho de águia, é capaz de identificar uma zebra a dezenas de metros, mantendo-a debaixo de observação até chegar a altura certa de atacar, normalmente com o seu bem característico  “precisas de ajuda com essa máquina?”. Este espécime raramente é visto com um pingo de suor na cara, receando que possa comprometer a sua eficácia.

Depois temos a nossa favorita, a zebra. 70% do corpo à vista, normalmente exibindo uma ou mais tatuagens com motivos populares, como o Tweety ou uma rosa. Restantes 30% cobertos apenas por um calção de licra muito justo e um top em rede verde alface ou amarelo. Maquilhagem é algo que faz parte integrante e indispensável do seu equipamento de treino; também não se percebe porque pinta as raízes do cabelo de preto, quando tinha um cabelo loiro tão bonito. É normalmente avistada perto das máquinas de cardiofitness, seu habitat natural, onde é vista a abanar o rabo no seu característico ritual de acasalamento. Tem um corpo atlético, definido, e detém o recorde mundial de levantamento de gaitas, na categoria indoor. Uma espécie tão bela como perigosa. Tão bela… E tão perigosa.

E por fim, o treinador. Reconhecível principalmente pelo seu sorriso de orelha-a-orelha, que usa para encantar e caçar algumas das zebras, numa luta equilibrada das quais sai muitas vezes ferido ou mesmo derrotado. Esta espécie é paga e tem ordens específicas para cumprimentar, orientar e aconselhar todas as mulheres, e se sobrar algum tempo poderá eventualmente dedicar-se a 10% dos homens, isto se não houver nenhum SMS para enviar. Just his job, nothing personal.

É isto, sempre uma bela experiência sociológica.  Ou patológica.

PS: Por falar em sociologia (socializar, e tal): já viram ali em cima o botãozinho do facebook do NSNQTM? Façam lá um “me gusta”, vai.

6 thoughts on “Ir ao ginásio ao sábado de manhã

  1. Eva Maria diz:

    Que optima descrição de todos os espécimes do habitat Ginásio.
    Com base na tua descrição prometo um dia fazer um post sobre as cadeias tróficas que existem entre esses espécimes só pra te rires um bocadinho !!!
    Mas claro que me tens que ajudar porque de ginásios percebo pouco😛
    E tu? Onde te enquadras?😛

  2. Ora aí tens uma bela fauna para te entreteres enquanto fazes exercício😀

  3. O que é que tens contra a As gordalhufas middle-age??? ham?
    Nunca meti os pés num ginásio contudo…

  4. 100manias diz:

    #1: “É o gajo cujos amigos já não ligam para o telemóvel – ligam para o ginásio e pedem para chamá-lo ao telefone”
    #2: “também não se percebe porque pinta as raízes do cabelo de preto, quando tinha um cabelo loiro tão bonito”

    Ahah qual destes o melhor… genial!😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: