Quarta-feira negra

Ontem foi o dia em que dois génios das artes disseram adeus ao sol, depois de muitos anos e muitas lições. Dave Brubeck e Oscar Niemeyer. Um com 91, outro com 104 anos. Ouvi dizer na TV há tempos que as pessoas inteligentes duram mais tempo – estes, como génios que indiscutivelmente foram, não foram excepção. Um deixou o perfume do seu rasto criativo no jazz, outro ensinou o mundo a amar o betão. Homens que acreditaram, que lutaram e que viveram as suas paixões como se mais nada existisse. E o mundo ficou a perder. A dobrar.

A sorte do mundo é que eu ainda cá ando, vá lá que não está tudo perdido. E se a teoria for verdadeira, hei de viver até aos 130. Rijo.

3 thoughts on “Quarta-feira negra

  1. E já contas com quantos? 92?🙂

  2. Vespinha diz:

    Foi mesmo uma grande perda… valha-nos que estiveram por cá tanto tempo para nos deixarem tantas coisas boas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: